Fugir, Fingir...

Posted by Tk On sábado, 17 de setembro de 2011 2 comentários



Naquela hora fui tomado, meu coração levado. Triste era saber que nunca iria voltar, não como era. Mais triste foi perder aquele momento. Perdido no fundo da minha mente. O toque dele, é, destrói toda uma defesa que levou anos para ser construída, depois de reconstruída, era a minha única forma de fugir do que me fazia sentir, ou fingir que não, e do que me fazia feliz. Não pudera viver sem, embora doesse, e morrendo aos poucos acabara não vivendo.

E sabia, morreria pela a dor de viver sem. "Ele não me amava", única desperançosa certeza que sussurrava ao vento. Ele olhou, me abraçou forte. Aquilo assustadoramente me transtornava, era o medo da ilusão. Não, sim, não, nunca, jamais, ele não... Um beijo, eu aceitei a triste condição do amor, o preço de não pertencer mais a você mesmo. Substituir, esquecer a palavra "viver" pela palavra "amar".

Matheus Souza

2 comentários:

Moniky. disse...

"-É difícil escrever sobre um episódio que nunca vivi." Acredite, uma das maiores qualidades de alguém que escreve, tá na capacidade de conseguir encarar realidades que não são suas e descreve-las como se tivesse sentido e vivido tal situação. E tu conseguiu isso, carinha!^^ Mais esse, muito boM! (: abraço'

Taciliany' Kedelh disse...

Pera... Corta produção... Vou chorar T-T

Postar um comentário